Apátrida - Ana Paula Bergamasco

Sinopse:

Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições.


Irena era uma criança vinda de uma família de camponeses grande e feliz, que mesmo com todas as restrições e dificuldades teve uma infância feliz!!! Corria, brincava, fantasiava, ria, como qualquer criança em qualquer época. E assim foi até o começo de sua adolescência.
Ainda nessa fase, Irena e seus irmãos conhecem Jacob e começam uma amizade com o menino Judeu e sem perceber, se inicia um sentimento que mais tarde ela reconheceria como amor...
Mais tarde já apercebida desse amor Irena teria sua primeira (e talvez maior) decepção de sua vida, pois mesmo esse sentimento de amor sendo recíproco, não poderia vir a ser consumado.

Após o casamento de Jacob, Irena sofre de uma depressão profunda e acaba por se deixar cortejar por Rurik. Casa-se e se muda para Bielorússia com seu esposo, lá a rotina de trabalhos é pesada, mais Irena uma moça forte não se deixa intimidar, e é ali onde ela passará uma das fases mais felizes de sua vida.
É nessa época que começam a surgir rumores sobre uma possível guerra, e de repente sua família desmorona e Irena consegue fugir de volta a Polônia e escapa com seu filho ainda pequeno nos braços.
Quando chega ao Dom (casa) de seus pais é que descobre que a situação está de longe muito pior do que ela imaginava.

A partir desse ponto da história, vivemos junto com Irena todos os horrores, relatos, humilhações e impropérios vividos durante a Segunda Guerra Mundial.
Vemos os relatos da vida dentro dos campos de concentração e a luta pela sobrevivência! Muitos atos desumanos praticados ali sob a alegação de alguns que se diziam "Raça Superior" Humilhações a que a própria Irena se submeteu para proteger sua vida e de suas duas crianças. E é claro descobrimos que algumas vezes após a tempestade veremos a bonança!!

Ler Apátrida para mim foi uma experiência única!! Com certeza esse não foi apenas mais um romance lido por mim.


“(...) como convencer as pessoas que não podemos julgar um povo inteiro pelo seu governo? De outro lado, seria justo inocentá-los de vez? E os que participaram dos atos de terror?” Pág 9 

"Naquele momento tive certeza de que o amava. Não saberia traduzir com palavras o que eu sentia. Era diferente do meu amor por Jacob ou daquilo que sentia por meus irmãos e parentes. Era um amor suave e tranquilo, daqueles que podem durar uma vida inteira." Pág 57


"A única bênção era, ao final do dia, receber de braços abertos as crianças. Mas um dia vivos!, pensava. E, aprendi, de forma dura, a viver dia após dia, sem imaginar o futuro, comemorando o ar que respirava e o parco alimento que me era entregue, como uma dádiva, pois naquele lugar, não se sabia o que poderia acontecer no próximo minuto, e o amanhã era como uma estrela à luz dia: nós sabíamos que ela estava lá, mas não a enxergávamos." Pág 188

Bjokas!!!

7 conversinhas:

  1. Olha nunca assisti o filme
    mais juro q fiquei curioso:)

    bjs
    http://assuntoemserie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Parece muito bom e se diferenciar pois este tema de segunda guerra já foi muito batido, e com razão.
    Lindos trechos!

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante... Adoro esse tema, principalmente pq mostra as dificuldades vividas nessa época, faz a gente refletir :)

    Beijinhos!
    Pam Fardin
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Apátrida é um livro que precisa de muitas e muitas palavras pra ser descrito. foi inexplicável a sensação de lê-lo. é ver a história a partir de um lado que raras vezes é favorecido, sem ser piegas. amei e me emocionei!

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante a história do livro! Daria um belo filme!

    Vim te convidar para participar do sorteio do meu blog. Os prêmios são os livros Feios e Perfeitos + 10 marcadores lindos!

    Quando puder, dá uma passadinha lá no blog para conferir e participar se gostar :)

    http://pensamentos-aereos.blogspot.com/2011/06/1-sorteio-do-blog.html

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Vi! Que resenha linda!Vc conseguiu passar toda a emoção dessa história triste! Preciso ler esse livro, e me emocionar também com essa história linda!Bjinhos Vi!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Viviane!

    Fiquei muito feliz com a sua opinião e com a resenha!

    ESpero que mais pessoas tenham a oportunidade de se aventurarem pelas páginas de Apátrida.

    Um grande abraço, ana

    ResponderExcluir

Seu comentário alegra meu dia! ^.^ Volte Sempre!

Blog Selecionado!!

Estou Lendo

Google Analytics

Eu Apoio!

Visualizações de Página

Traduzir

Blog Protegido

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Emporio dos Livros © 2012 | Todos os Direitos Reservados | Design by Cantinho Cute Design